Inverno: sua pele precisa de atenção!

Todas as mudanças, por menores que sejam, geram consequências. Isso é inevitável e serve para tudo! Durante o ano, vivemos a mudança das estações, que é facilmente sentida: temperatura, mudanças no ambiente, o tempo de luz natural se estende ou diminui dependendo da estação e tantas outras diferenças são notadas. E o nosso corpo também reage a essas mudanças: nossa pele é a primeira a senti-las.

O ressecamento da pele é uma das primeiras reações que temos, tanto no rosto quanto no corpo. Baixa umidade do ar e temperaturas frias já interferem, fazendo com que o corpo transpire menos, diminuindo a produção da oleosidade natural e, além disso, para combater o frio durante a assepsia, os banhos ficam mais quentes e isso remove mais intensamente a oleosidade natural da pele, o que vai deixando-a cada vez mais seca. A pele vai ficando mais sensível e com aparência esbranquiçada, o que indica uma perda das proteínas da pele.

Para diminuir esse efeito, a alimentação é um importante aliado a longo prazo: a escolha de alimentos ricos em vitaminas e antioxidantes faz a diferença. E a hidratação da pele do corpo inteiro deve ser mais profunda para repor os nutrientes perdidos.

Use filtro solar

Essa é uma das recomendações mais feitas quando o assunto é pele. E nós reforçamos! USE PROTETOR SOLAR. Sim, até no inverno.

Apesar do calor não ser sentido, no inverno também estamos expostos ao sol, por isso a atenção com a proteção não deve ser diminuída, mesmo que durante o inverno a nossa reação seja evitar locais abertos. Aliás, esse é o momento ideal para aderir a procedimentos dermatológicos como peelings e tratamentos a laser, que precisam que a exposição ao sol seja evitada, e sempre com o filtro solar devidamente reforçado.

Problemas de pele no inverno

O ressecamento da pele que acontece no inverno pode causar algumas doenças na pele, como:

  • Psoríase: essa é a mais comum das doenças de pele. As células da pele se acumulam e formam escamas e manchas que causam coceira. Acredita-se que seja uma reação do sistema imunológico ao frio e também pode ocorrer por infecções ou estresse. Porém, a causa ainda não é certa. O sintoma mais comum é uma irritação na pele, que também pode acontecer nas unhas e articulações. Ao perceber as erupções e irritações na pele, deve-se procurar o médico para que o tratamento seja iniciado para trazer alívio.
  • Dermatite seborreica: comum no couro cabeludo ou em área que tenha pelo. Manifesta-se com muita oleosidade, descamação e coceira, além de causar caspa. O tratamento pode apresentar resultados satisfatórios em poucos meses.
  • Dermatite atópica: ainda com causa exata desconhecida, mas a combinação de pele seca e irritável com um mau funcionamento no sistema imunológico do corpo está entre as causas mais prováveis. Normalmente se desenvolve na infância e os principais sintomas são coceira, vermelhidão e escamação da pele. O tratamento requer que seja evitado sabão e outros agentes irritantes, além de cremes e pomadas.

Dicas para manter a pele hidratada no inverno

Algumas valiosas sugestões da Sociedade Brasileira de Dermatologia podem te ajudar a minimizar os riscos:

  • Beber no mínimo dois litros de água por dia;
  • Evitar banhos quentes e muito demorados;
  • Evitar se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele;
  • Usar o hidratante logo após sair do box – ainda no banheiro – com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na penetração do creme;
  • Para peles oleosas e acneicas, evitar hidratante comum no rosto e usar oil free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax);
  • Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras;
  • Usar filtro solar diariamente.

 

Uma visita na Ao Pharmacêutico vai te equipar para enfrentar o inverno com todo o cuidado que sua pele precisa. Além de trabalhar com as melhores marcas, somos especializados em desenvolver fórmulas que atendam especificamente à necessidade da sua pele, proporcionando mais eficácia ao tratamento.

 

Fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-inverno/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *